REDE DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS NA PEDAGOGIA WALDORF

A Rede de Escolas Sociais nasceu em 2020 a partir da necessidade de encontrar soluções para os desafios encontrados pelas Escolas Waldorf que se propõem a atender famílias em vulnerabilidade social com total gratuidade. É um resgate do impulso inicial trazido pelo próprio Rudolf Steiner ao fundar uma pedagogia pós guerra para filhos de funcionários de uma empresa privada. Seus maiores desafios e necessidades foram divididos em cinco grupos, sendo eles: Integração Escola/Família, Sustentabilidade Financeira, Relação com o Poder Público, Autonomia Pedagógica e Formação de Professores. O sonho das Escolas Sociais é que a Pedagogia Waldorf seja um instrumento viável para diminuição das desigualdades sociais do Brasil por meio da formação de seres humanos livres.

CONHEÇA A REDE DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS NA PEDAGOGIA WALDORF

EMEI Calumby Aracaju - SE

EMEF José Souza de Jesus Aracaju - SE

Escolinha dos Pequenos Bocaina de Minas - MG

Flor e Ser Diamantina - MG

O Grupo cultivador nasceu do impulso de criar um espaço na Fewb de representação e reconhecimento das iniciativas sociais ligadas a Pedagogia Waldorf para que com uma maior identificação de suas características próprias e necessidades, se buscasse formas de apoio para fortalecimento dessas.

Para isso, mantivemos encontros regulares de discussões e planejamento.
A partir desse impulso foi realizado o 1º encontro de Organizações Sociais na PW em 19 de setembro de 2020 com a presença de representantes das 25 instituições. Neste encontro foi formada uma primeira imagem geral do movimento e chegamos a desafios em comum, entre ela a relação com a famílias, com o poder público e a formação dos professores.

O próximo passo será uma Formação em Pedagogia de Emergência direcionada aos profissionais dessas escolas ofertado pelo núcleo de Pedagogia de Emergência e Fraternidade Humanitária Internacional com apoio do Instituto Mahle.